Família busca pistas de professora desaparecida na Baixada Fluminense

A família de Aline Martins dos Santos, de 36 anos, faz uma mobilização em redes sociais em busca de pistas sobre o paradeiro dela, que está desaparecida há dois dias. A professora foi vista pela última vez após sair de um supermercado

15/05/2017 14:50:36



A família de Aline Martins dos Santos, de 36 anos, faz uma mobilização em redes sociais em busca de pistas sobre o paradeiro dela, que está desaparecida há dois dias. A professora foi vista pela última vez após sair de um supermercado na Avenida Nossa Senhora das Graças, no Centro de São João de Meriti, na Baixada Fluminense. O caso já foi registrado na 64ª DP (Vilar dos Teles).

Segundo João Fernando Neves dos Santos, tio de Aline, a professora estava em depressão profunda:

— Há cerca de um ano, ela teve uma separação muito tumultuada. Mas depois começou a trabalhar numa escola estadual no Méier (na Zona Norte do Rio) e estava muito feliz com isso. Aí, começou a crise, os salários começaram a atrasar e ela foi piorando. Na semana passada, piorou demais.

 

 

João contou que a sobrinha havia saído de casa, no dia 13, para ir ao supermercado com a mãe. Ficou cerca de dez minutos no local e saiu sozinha, conforme mostram imagens da câmera do circuito de vigilância do local obtidas por parentes. A família, então, descobriu que Aline havia deixado em casa o celular e todos os documentos.

— Ela só levou o Riocard. Já sabemos que ela o usou na estação do metrô da Pavuna (Zona Norte do Rio) — relatou João.

Um cartaz com a foto de Aline está sendo compartilhado em redes sociais. A família faz um apelo para que quem tenha visto a professora entre em contato.


Fonte Extra










0 Comentário


Faça login na página para fazer um comentário
Entrar