Preço da gasolina continua alto em 31 postos do Rio, de um total de 42 pesquisados

05/06/2018 11:31:07



A greve dos caminhoneiros coninua pesando no bolso dos cariocas. 

42 postos de combustíveis da capital na última quinta-feira e ontem. Nas buscas, foi possível observar que o preço médio da gasolina na bomba se manteve estável em 31 estabelecimentos, mesmo após o fim da greve dos caminhoneiros e com o reabastecimento dos estoques. Só cinco postos baixaram o valor. No município, a média de preço da gasolina está em R$ 5,016.

Na Zona Norte, dos 21 estabelecimentos pesquisados, 16 não tiveram alteração no preço do combustível de uma semana para outra. Os únicos que abaixaram o preço foram o Gasol, no Engenho Novo e o Posto Estácio, na região Central, ambos com com redução de 1,9%. Em ambos, os preços foram de R$ 5,09 para R$ 4,99.

Ainda houve aumento em alguns locais. Nos postos Ypiranga, na Tijuca, e Radial Oeste, no Maracanã, o combustível teve alta de 4% e 2,9%, respectivamente. No primeiro, o preço inicial era R$ 4,99 e foi para R$ 5,19. No segundo, o preço foi de R$ 4,89 para R$ 4,98.

Na ronda pela Zona Sul e Centro, a equipe também encontrou cenário parecido com o da Zona Norte. Dos 19 estabelecimentos percorridos, 12 mantiveram os preços da última quinta. Na região, apenas dois estabelecimentos concederam desconto na gasolina: posto Catedral, no Centro, e posto Shell São Conrado, com abatimentos de 1,96% e 1,92% respectivamente. No Catedral, o preço de quinta era R$ 5,09, e do Shell era R$ 5,04. Ontem, ambos vendiam a gasolina por R$ 4,99.

Quando os estabelecimentos analisados foram os da Zona Oeste, dos seis pesquisados, o posto Jardim Oceânico, na Barra, abaixou o preço do combustível de uma semana para outra. Na quinta, a gasolina era vendida a R$ 5,09, e foi para R$ 4,99 ontem: redução de 1,96%, respectivamente.

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, afirmou que os postos de combustíveis seriam obrigados a repassar para as bombas o desconto de R$ 0,46 no litro do óleo diesel. Entretanto, dos postos percorridos pelo EXTRA, apenas sete cumpriam a determinação: cinco deles na Zona Sul, um na Tijuca e um em Vila Valqueire.

 

Fonte Extra










0 Comentário


Faça login na página para fazer um comentário
Entrar