Dezenove das 38 UPPs serão extintas

Medida foi tomada pelo Gabinete da Intervenção Federal em reunião com a cúpula da Polícia Militar

27/04/2018 00:39:13



Rio - Dezenove das 38 Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) serão extintas. A decisão foi tomada, nesta quinta-feira, pelo Gabinete da Intervenção Federal no Rio, durante reunião entre oficiais do Exército e da cúpula da Polícia Militar. Quando criado, o projeto de pacificação foi apresentado pelo governo Sérgio Cabral com a ideia de retirar o poderio de traficantes de drogas em áreas conflagradas. 

 

Os agentes que trabalham nas UPPs serão realocados nos batalhões da área em que atuavam. Entre as comunidades que terão as UPPs desativadas estão a do São Carlos, no Estácio, Batan, em Realengo, e a da Mangueirinha, em Duque de Caxias, a única da Baixada Fluminense e fora da capital. 

A escolha pelas UPPs que deixarão de existir, para virar Companhias Destacadas, foi feita após estudos mostrarem que elas estão em áreas onde ocorrem intensos tiroteios e onde forças de segurança já perderam completamente o controle.

A primeira UPP foi criada em dezembro de 2008 e tornou-se um símbolo do processo de pacificação em favelas cariocas. No Morro Dona Marta, em Botafogo, na Zona Sul, moradores e comerciantes festejaram a criação da unidade. Milhares de turistas, inclusive, visitaram a favela nos primeiros anos após a PM marcar território na comunidade. A última UPP criada foi a da Vila Kennedy, em maio de 2014. Em muitas dessas regiões, os índices de criminalidade caíram drasticamente.

O projeto, que também foi muito criticado por especialistas de segurança, começou a ruir de vez em 2013, quando os investimentos tornaram-se raros e insuficientes. Antes disso, porém, em algumas dessas comunidades, traficantes já exibiam armas de grosso calibre e ignoravam a presença policial. Muitos PMs, inclusive, eram obrigados a trabalhar em contêineres improvisados.

PM recebe mais de 200 viaturas 

Também nesta quinta-feira, a Polícia Militar recebeu 265 viaturas.  A cerimônia de entrega dos veículos ocorreu, nesta manhã, em frente ao Monumento Mundial aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, no Parque do Flamengo, Zona Sul do Rio. Os novos carros reforçarão a frota da corporação em diversos pontos do estado, principalmente em vias expressas, na Baixada Fluminense e na Zona Oeste do Rio.

Porta-voz da PM, Ivan Blaz contou ainda que 140 policiais de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) serão realocados para o 9º BPM (Rocha Miranda), 20º BPM (Mesquita) e 7º BPM (São Gonçalo). No lugar entrarão 400 recrutas. Blaz destacou que a corporação priorizou áreas onde há maior índice de criminalidade.

 

Fonte ODia










0 Comentário


Faça login na página para fazer um comentário
Entrar