Ato contra violência reúne 300 pessoas em São João de Meriti

07/09/2017 19:02:15



“Eu fui vítima de assalto”. A história é a mesma entre os participantes do ato pela paz que aconteceu na manhã desta quinta-feira, em Vilar dos Teles, São João de Meriti. A manifestação, organizada pela igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, chamou atenção para a violência sofrida pelos moradores da região, que se torna mais grave a cada dia.

Cerca de 250 cruzes de madeira foram espalhadas pela praça com as palavras homicídio e assalto, representando os crimes com maior incidência no município. Além das orações, o grupo de teatro da igreja contracenou um crime conhecido por todos: um latrocínio (roubo seguido de morte). A cena, que mostra uma jovem ensanguentada, comoveu todos os presentes.

O pastor Alessandro de Morais, de 36 anos, organiza esse evento desde que se tornou pastor em 2011. Esse é o primeiro ano do evento em São João de Meriti. Nascido numa comunidade do Complexo da Penha, na Zona Norte do Rio, ele diz ter visto a a violência bem de perto desde criança.

— Só produz morte quem é morto nos aspectos espirituais, sociais e familiares — diz o pastor que acredita no poder de ressocialização da igreja — O papel de cada um é espalhar a paz. Começando pela própria casa, levando para rua e, assim, ao município.

A Polícia Militar não informou o número atual, mas disse, por meio de nota, que o 21ºBPM conta com metade do seu efetivo previsto e suas equipes já saem para o serviço acionadas por demandas emergenciais, o que prejudica o policiamento preventivo. “Ressaltamos ainda que a Corporação vem mês a mês perdendo recursos humanos e materiais comprometendo assim a sua mobilidade”.










0 Comentário


Faça login na página para fazer um comentário
Entrar